O brasileiro e o seu complexo de Judas.


No Brasil a política se encontra cada vez mais ligada ao momento e há uma situação de momento, há ações individuais e vantagens pessoais. O jeitinho brasileiro, a malandragem do samba e sobrevivente astuto da periferia só nos mostram o quanto nós morremos de medo de sermos injustiçados e o quanto ainda não crescemos politicamente na construção de um projeto coletivo de Brasil.


Somos tão infantis que necessitamos de um pensamento dualista, maniqueísta com direito a mocinho e bandido e quando nos vemos nessa situação que há muito mais bandidos que mocinhos nos perdemos e passamos a agir com um sentimento de ódio como se somente agora percebemos que há séculos em prol do individualismo de alguns pouco somos passados para atrás de maneira sorrateiramente.


Ontem tivemos uma visão nítida da visão individualista e pessoal dos deputados, descaradamente escolhiam pensando em SUA família, em SEUS filhos e é claro em SUA próxima candidatura. Aceitamos e aplaudimos ações seletivas, ser seletivo para aquilo com que EU ganho e assim saímos bem , no mais puro jeitinho brasileiro.


Judas iscariotis (não o Tadeu ta gente) é um dos exemplos nítidos de ação individualista, uso a construção que se a igreja fez sobre a figura do maior traidor da história que trocou Jesus, o salvador do mundo (para o cristianismo) em troca de trinta moedas de prata. Assim como judas no fundo sabemos que estamos sendo seletivo e estamos pensando na MINHA empresa, no MEU emprego, no que EU perco com o alta do Dólar, esquecemos que há milhões de pessoas passando fome, que há milhões de crianças sem seu leite diário...


Assim nasce o sentimento de ódio, o ataque pessoal e não sobre as ideias, o pedido da intervenção militar e a defesa do linchamento público. Nasce também a ideia de que negros, comunidade LGBTTT, mulheres, sem teto, sem terra querem privilégios, crer nisso só demonstra a cegueira de um sociedade patriarcal que não percebe o quanto a vida do outro é sofrida quando observo do conforto do meu lar.


Aposto que se você leu até aqui há uma grande chance de você pensar que estou defendendo o PT e todos os seus graves erros, por favor, não sejamos tão maniqueístas a esse ponto, e raciocine, veja que existem múltiplos caminhos e que gritar em prol da queda do estado de direito e da democracia, pensando somente na SUA situação, é uma cena tão nítida como a do beijo de Judas em Jesus para sua prisão. Nessas horas ainda prefiro a expressão do hino nacional contra a inveja “beijinho no ombro” para aquele resume o mundo ao seu umbigo.


.

POSTS RECENTES: